dvd john jansen itunes

JOHN JANSEN (Robin Hood Holandês dos anos 90)

Posted by on / 0 Comments

JOHN JANSEN

A história do ex-chefe do crime, John Jansen em documentário.

A Dutch Filmworks, em cooperação com a Karmic Pro Media apresenta o documentário sobre o ex-chefe do crime John Jansen de Breda, Holanda no cinema. Jansen foi classificado como o líder da quadrilha notória conhecida como “Juliet” que foi julgada na década de noventa por tráfico de drogas, sequestro e extorsão de outros criminosos. Ele realizou vários assaltos a bancos.

TRAILER com legendas em Português

Mas, além de sua carreira criminosa, Jansen sempre apoiou ativamente os pobres. Pouco depois de sua última ida á prisão John ganhou 2,5 milhões de euros numa lotaria e desde então a sua caridade só aumentou. Como por exemplo, ele doou parte de seu prémio para o banco alimentar. Na Holanda ele é conhecido como o “Robin Hood” moderno. Esta é a primeira vez que John Jansen se manifesta publicamente. Este ex-criminoso evitava publicidade e nunca falou sobre o seu passado.

O Realizador Jay Oliveira conseguiu convencê- lo a partilhar a sua história e seguiu o impressionante John Jansen durante mais de 8 meses. John fala abertamente sobre o seu passado criminoso e mostra o seu empenho em ajudar o próximo.

O documentário foi exibido a partir de 22 de setembro de 2016, na tela dos maiores cinemas holandeses.

Primeiro TRAILER antes de ser comprado pela Dutch Filmworks com mais de 50.000 views:

TRAILER na Dutch Filmworks com mais de 10.000 views

Sobre o filme

O ex-chefe do crime John Jansen de Breda tem um currículo criminoso impressionante. Jansen foi classificado como líder da quadrilha notória chamada “Juliet” que estava associada com a produção de ecstasy, o tráfico de marijuana e sequestro e extorsão de outros criminosos. Além disso, John cometeu vários assaltos a bancos, onde acabou por ser condenado por 12 anos ao todo. No final da sua pena estabeleceu uma fundação para jovens sem-abrigo, e por um pequeno milagre ganha 2,5 milhões de euros numa lotaria.

Além do dinheiro que ele doou para o banco de alimentos Jansen dá como razão da sua generosidade as preocupações pela pobreza na Holanda. E as regras são feitas segundo ele pelos ricos para os ricos . Sobre seu passado criminoso ele fala abertamente. “Eu fazia tráfico de haxixe e de ecstasy, eu fiz assaltos a bancos, mas tenho limites. Nunca matei ninguém.” Arrependimentos de suas ações, ele não tem: “Eu faria tudo da mesma maneira se pudesse voltar atrás.”

Uma vida real agora em Documentário.

Vejam aqui o TEASER

Realização : Jay Oliveira

Co- produção : Joaquim Pantaleão

Comments are closed here.